projetos pessoais


alma do rio

 

   
    Cynthia Howlett é profissional deste pedaço a beira-mar plantado. Eu já a vi subindo as Paineiras de bicicleta, escalando a pedra do Arpoador de cordas, rodeando as Cagarras de caiaque, disparando de skate pela Lagoa e mergulhando fundo em todos os demais terreiros da cidade. Tudo que respira carioquice lhe é patrimônio de fato e roteiro de conhecimento.

    Este livro, você já notou pela aparência, é uma agenda dos apontamentos. É quase um diário do que Cynthia viu enquanto virava a cidade pelo avesso, em busca dos segredos deste cenário de real valor.
    O que há por trás dos cocurutos do Morro Dois Irmãos?
    O que há no fim do corredor das palmeiras imperiais no Jardim Botânico?
    Quais os macacos naturais da Floresta da Tijuca?
    Cynthia sabe a resposta e muito mais, conforme você vai ver a seguir.

    De modo algum, no entanto, conseguiu isso depois de um trabalho de casa bem realizado com a intenção de lançar este almanaque de caminhos sobre a São Sebastião.
Ela é menina do Rio.


Texto: Joaquim Ferreira